Ficha de Personagem - Joseph F. O'Connell

    Compartilhe
    avatar
    Joseph F. O'Connell
    Adultos
    Adultos

    Mensagens : 10
    Data de inscrição : 08/03/2013

    Ficha de Personagem - Joseph F. O'Connell

    Mensagem por Joseph F. O'Connell em Sex Mar 08, 2013 5:14 am



    Ficha de Personagem - Joseph F. O'Connell
    ”You can't blame a man, who doesn't know what he's doing”

    Nome: Joseph Fritzgard O'Connell
    Idade: 37 Anos
    Emprego: Professor - Matemática

    Família (pais, irmãos, etc):

    William Fritzgard O’Connell (Pai) – “ William, apesar de inglês, não corresponde muito ao padrão. Como os filhos de minha mãe sempre obedecia quando ela o chamava mesmo a amando. Isso era ao mesmo tempo hilário e triste, pois os vizinhos comentavam ‘ Lá vai o cachorro da dona O’Connel’. Ele morreu de câncer pulmonar (Nunca parou de fumar) no mesmo ano que eu e Cecilia nos separamos. “
    Marnie Frizgard O’Connell (Mãe) – [i] “Srta. Marnie é uma irlandesa de cabelos vermelhos e de estatura mediana. Nem um pouco calma ou feliz definitivamente não nasceu para ser mãe. Tem Charles, meu irmão mais velho, como seu favorito mas sempre me liga em meus aniversários, o que levando em conta o que aconteceu no passado é um grande avanço.”

    Judith Fritzgard O’Connell (Irmã caçula) – “ Jude foi a pior peste que eu e Charles tivemos de aturar. Eu me achava ruim, mas ela foi pior! A única que puxou os cabelos escuros de William sempre teve o temperamento igual a de nossa mãe. Se casou e agora mora em Dublin com a família, nos vemos – obrigatoriamente – no natal.”

    Charles Fritzgard O’Connell (Irmão Mais velho) – “ O veterano da família, sempre certinho, um bom médico e péssimo com os números. Mesmo sendo dois anos mais velho que eu age como se fosse meu pai, mesmo agora aos 37 anos. O único da família com quem eu realmente tenho contato e com quem posso contar nas horas vagas. Varias cicatrizes no corpo dele tenho quase certeza que se não foi eu que causei, foi Judith. Atualmente vive em NY ainda casado com sua namoradinha de escola sem sal.”

    Cecilia Swamson (Ex-Esposa) – “Cecilia foi...Um problema.”


    Descrição Física (minimo 3 linhas):
    Cabelos ruivos e naturalmente encaracolados que não obedecem nenhum teorema, pois pendem para qualquer lado; Olhos azuis e daltônicos; Estatura alta ( 6’3 pés ou 1,80 metros) ; Rosto oval com maçãs do rosto saliente com, em seu meio, um nariz longo, proeminente e quebrado. A primeira impressão que se tem é a de um homem sério quando na verdade é um professor bem humorado (e bravo) quando preciso.

    Descrição Psicológica (minimo 3 linhas):
    Alguns me descrevem como uma pessoa bem humorado que sabe como entreter uma pessoa a ponto de não se tornar chato, mas que não suporta brincadeiras ou qualquer risos alheios. Nesse ponto eu concordo. Não é nenhum segredo que eu posso me torna demasiadamente severo quando eu quero dando a impressão de ser uma pessoa com bipolaridade.

    Enquanto isso, outras apenas falam milhares de qualidades e apenas poucos defeitos, como a teimosia forte e o fato de parecer extremamente ridículo (Ou bobo, nas palavras exatas) e agir como uma criança que nunca cresceu.

    História do seu personagem (mínimo 15 linhas):

    O grande feito da minha vida foi ter me casado e me apaixonado, apesar disso soar clichê.

    Nasci em 1975 em Dublin, Irlanda. O único a ter a mesma nacionalidade que minha mãe, ou melhor, minha progenitora, pois se existe alguém que não nasceu para ser mãe foi Marnie Fritzgard O’Connell,; não que isso fosse ruim, pelo contrário, sua educação a base da palmatória e respostas prontas (Sim senhora e não senhora) formou um matemático, um médico e uma psicóloga mas não significa que algum de nós recebeu alguma atenção.

    Quando criança, antes mesmo de Jude aparecer em nossa família, (Charles tinha 10 e eu 8 quando ela nasceu) eu e meu irmão cuidávamos um do outro como se não houvesse ninguém, já que Sra. Marnie – Ela nunca permitiu que nós a chamar-se-á de mãe – estava mais preocupada em vigiar os passos e as cartelas de cigarro do marido. Após Judith nascer, nosso pai começou a ficar mais presente.

    O período Infância-Adolescência ocorreu nada de alarmante e aos 30 conheci Cecilia no casamento de Jude. Ambas eram amigas de infância, apesar de eu não me lembro de Cecilia nenhuma daquela época, mas estava mais preocupado de tirar Jude das festas do que olhar em suas companhias.

    Casamo-nos na primavera seguinte e depois de um ano mudamos para uma área afastada de Londres onde fomos meramente felizes. “O grande problema não era as diferenças e sim as igualdades” foi a desculpa dela perante o juiz quando nos divorciamos e tenho que discordar.

    O fato é que depois 4 anos depois de brincar de casinha finalmente eu cansei . Infelizmente, tardei a ter essa brilhante ideia, pois quando vi já era tarde de mais e ela havia e se tornou manipuladora, fria e perseguidora; Tanto que me vi obrigado a me mudar para os EUA há três anos.

    No momento resido em uma cidade pequena enquanto trabalho como professor de matemática em uma escola local onde leciono matemática há dois anos e por algum motivo, não troco esse meu pequeno paraíso por nada.



    PhotoPlayer (nome do famoso que usa como avatar):

    credits: this isn't what nands said @ terra de ninguém 2.0 <3



      Data/hora atual: Ter Jan 23, 2018 4:27 am