Praça

    Compartilhe
    avatar
    Aria Montgomery
    Rank Aria
    Rank Aria

    Mensagens : 262
    Data de inscrição : 26/01/2012

    Ficha do personagem
    Itens Comprados no Shopping:
    Dinheiro:

    Praça

    Mensagem por Aria Montgomery em Seg Mar 19, 2012 9:36 pm

    Praça da Cidade



    ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●


    aria montgomery
    admin -- tramp -- love mah bitches xx
    avatar
    Hanna Marin
    Rank Hanna
    Rank Hanna

    Mensagens : 125
    Data de inscrição : 26/01/2012

    Ficha do personagem
    Itens Comprados no Shopping:
    Dinheiro: 500

    Re: Praça

    Mensagem por Hanna Marin em Dom Abr 08, 2012 1:09 am




    ❥ uh baby, baby



    A garota estava na praça da cidade, esperava encontrar sua amiga Karol para almoçar, mas já havia passado vinte minutos do horario combinado, tudo bem que ela sabia que Karol sempre atrasava, mas nao chegava a tanto. Ela sempre chegava cinco ou dez minutos atrasada, vinte já era de mais. Estava no mundo da lua literalmente pensava em como seria a vida agora sem A assombrando-a a todo momento, apesar de que A já ajudou-a bastante quando ela precisava de dinheiro, apesar de ter feito coisas que nao gostaria de ter feito se não estivesse realmente precisando do dinheiro.

    Sentada em um dos bancos brincando distraidamente com o cabelo ficando completamente impaciente de ficar esperando a amiga chegar, recebe uma mensagem, mesmo sabendo que havia ficado livre de A sentia medo de olhar, olha o celular hesitante, vê que a mensagem é de Spencer e suspira aliviada, abre a mensagem e lê

    "Hey Hanny, Quer almoçar e fazer uma tarde de compras comigo no Shopping hoje?
    Responda quando puder.
    XoXo”


    Opa shopping era comigo mesmo, apesar de estar usando seu scarpan preto e o seu vestido mais antigo, se sentia com a roupa adequada para ir ao shopping, deixando de lado a amiga que provavelmente nem viria, responde a mensagem dizendo:

    " Ai Spen claro, eu já to aqui na praça, já saiu da escola?
    To doida pra comprar uma roupa pro baile, ainda nao tenho nem idéia de com que roupa ir rs' vai me ajudar? Claro que vai kkkkkkk ok quer que eu te encontre onde?
    XOXO, Hanny"


    A loira envia a mensagem e espera o retorno o mais rapido possivel, nao via a hora de finalmente comprar sua roupa, e almoçar, mas isso era o que menos importava; ficava observando as pessoas na rua sem a menos intensão de sair do lugar antes da resposta da amiga.



    to tag Spencer, A, Karol // wearing // thanks flarnius @ ops


    ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

    miss hanna marin!
    pretty little liar ▶thief ▶administradora
    t a n k s b e e c k y ♥ oops,

    Allways and Forever<3:

    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Qua Jun 06, 2012 11:05 pm



    Hmmm… o prazer é todo meu.
    ? ONDE? Praça. ? COM QUEM? Estudando com Thiago. ? VESTINDO? Estava com uma blusa de alcinha branca, uma saia de renda rosa-bebê, uma sandália baixa da mesma cor da blusa. Um rabo de cavalo um pouco folgado, eu gostava de usar assim para não frizar meus cabelos ondulados. ? HUMOR? Bem humarada, por enquanto. ?






    D e manhã, conheci Thiago, foi breve, eu apenas havia perguntado à ele qual era a classe, ele respondeu educadamente, agradeci e deu o meu sorrisinho fofo de sempre, as vezes isso é voluntário, eu não tinha a intenção de atrair ele, mas quando o via, pronto, e o pior é que isso acontecia com a maioria dos garotos. Após a aula, ele me procurou dizendo que não sabia muito da matéria, e como percebeu que eu sabia, me pediu ajuda. Fiquei meio confusa, não sabia qual era a real intenção dele, mas aceitei. Marcamos à tarde, para estudar no jardim da praça de Rosewood, além de ser um lugar pacífico, era bem bonito, ótimo para estudar. Já durante a tarde, eu estava na frente de casa esperando ele passar, eu estava pensando em David, na forma como nos despedimos, eu ainda gostava muito dele, mas eu não tinha certeza se o amava como antes, talvez nem fosse amor. Já que Thiago mora em frente a minha casa, era mais fácil irmos juntos. Ao longo do caminho fomos nos conhecendo, falando sobre nossas famílias, etc. Percebi que ele era um garoto legal, mas como eu não tinha muita intimidade resolvi não tirar conclusões precipitadas. Chegando no parque, sentamos na grama, abri meu caderno e comecei a explicar à ele, era comum eu ser a mais inteligente, apesar de não gostar do colégio interno, eu tinha que tirar notas boas sempre, e também não tinha nada melhor para fazer se não fosse estudar.




    template by BAZZINGA from TDN!
    [/dohtml]

    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Qua Jun 06, 2012 11:10 pm

    [dohtml]
    Krystal Hill...
    Um prazer estudar com você !

    Minha manhã foi daquelas, chata como sempre, a pressão dos treinos, provas, testes, cálculos, fórmulas... As vezes eu acho que estudar faz mal, não sei como Spencer consegue ser a melhor da sala, acho que ela tem uma máquina controladora do tempo, e quando chegou a parte que é geralmente a melhor para mim, o idiota do treinador tava com mal humor ¬.¬ Mas pensando bem, a manhã no colégio não foi de todo ruim, na hora do segundo intervalo conheci uma garota linda, ela me perguntou qual era a sala de Inglês, respondi que havia várias, com minha óbvia obviedade, mas me surpreendi ao ver que era a mesma que a minha. A gatinha, gatinha não, Krystal o nome dela - foi a primeira coisa que ela me disse quando a chamei dessa forma - mandou "benzão" na hora da aula, acho que ela devia dar umas aulas particulares àquele professor atrapalhado. Bom, ao final da aula, corri atrás dela e pedi para ela me passar a matéria, mandei aquele olhar sedutor, ela não ligou muito, deve ser daquelas que liga mais para os estudos do que para namoro e etc, mas veríamos com o tempo se ela resistiria aos encantos de Thiago Swan, ela apenas deu um sorriso fofo, as delicadinhas e fofinhas eram meu tipo preferido.
    À tarde, cheguei em casa, tomei banho, comi algo e sai... estava vestindo uma camiseta de manga comprida e gola V cinza, uma calça jeans clara, sandália havaianas branca (recuse imitações -n), e uma bôina preta (ver foto -q), meu cabelo estava como naturalmente, um pouco bagunçado com mechas caindo no rosto. Ela morava perto de minha casa, então fomos conversando, eu me lembrava um pouco de sua irmã Kate, das vezes que a via estudando na frente de casa para o vestibular, até comentei com ela isso mas percebi que ela mudou de assunto, talvez não se sentisse muito a vontade ao falar dela...
    Chegando lá, nos sentamos na grama, e ela começou a me explicar uma regras básicas da matéria, eu não sabia se olhava para ela, ou se prestava atenção na explicação. Eu até entendia algumas coisas, mas com uma professora daquelas ficava meio difícil de entender. Sorri meio sem graça ao ver que ela percebeu minhas constantes secadas, eu nem estava olhando muito para sua pernas morenas e estonteantes e ... é, eu estava. Não queria que ela me visse como um tarado que só olha para as pernas dela, então rapidamente disse:
    - Você realmente sabe... explicar. ^.^
    Ela olhou para mim dando aquele sorriso fofo, novamente, ela parecia uma deusa, com mechas de seu cabelo ondulado voando ao seu rosto, ri ao ver que ela se atrapalhou tentando afastar o cabelo do rosto.

    Estudando 'Na Praça com Krystal H.', o clima/tempo está 'Aproximadamente 15h, dia normal, ventava um pouco.', estou vestindo 'Camiseta' + 'Calça' And 'Bôina' .:. Trilha sonora'Teenage Dream' - Katy Perry .
    Narração {gray} .:. Eu {teal} .:. Krystal {Branco}
    Template by thepiscina from TdN.

    [/dohtml]


    Última edição por Thiago S. Zanattely em Qui Jun 07, 2012 10:15 pm, editado 1 vez(es)

    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Qui Jun 07, 2012 12:04 am

    [dohtml]


    Hmmm… o prazer é todo meu.
    ? ONDE? Praça. ? COM QUEM? Thiago ? VESTINDO? Blusa de alcinha branca, uma saia de renda rosa-bebê, uma sandália baixa da mesma cor da blusa. Um rabo de cavalo meio folgado, eu gostava de usar assim para não frizar meus cabelos ondulados. ? HUMOR? Meu dia estava ótimo por enquanto. ?






    E xplicava a matéria para ele, em alguns momentos olhava em seus olhos e percebia que ele estava olhando mais para minhas pernas do que para o caderno, ele diz: Você realmente sabe... explicar. Dou um sorriso fofo enquanto pergunto: Entendendo a matéria? Ele faz sinal com a cabeça afirmando. Ele era um fofo, mas não sabia se queria algo com ele, apesar de tudo ainda amava David, talvez só amizade daria certo. Ele percebeu que eu estava viajando nos pensamentos, dei um sorriso bobo e continuei. Expliquei o mais resumidamente possível, ao terminar resolvi puxar assunto. Você conhece a garota que desapareceu?

    Esse era um dos maiores mistérios de Rosewood, com certeza ele já deve ter ouvido falar nela.




    template by BAZZINGA from TDN!
    [/dohtml]

    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Ter Jun 12, 2012 9:27 pm

    Krystal Hill...
    Um prazer estudar com você !

    Ouvindo o que ela diz: - Adoro dançar, levo isso como um hobbie, não levo muito a sério, apesar de dançar muito bem! Ri maliciosamente, imaginando aquele corpo lindo dançando, só para mim, levantei a cabeça... será que isso aconteceria algum dia? Voltei meu olhar para ela, quando o vento levantou sua saia e eu não pude evitar a percepção da cor da sua calcinha: Branca... Meu Deus, além disso tudo a calcinha dela ainda tinha que ser branca? Ri novamente enquanto ela se ajeitou sem graça, aquela cena com certeza não sairia do meu pensamento. Já fazia algum tempo que estávamos ali, e talvez ela não quisesse passar toda sua tarde comigo, então a convidei para irmos de volta... - Vamos voltar? Você deve ter outras coisas para fazer em casa, então, não quero tomar todo seu tempo. Nos levantamos e, ainda conversando, voltamos para nossa rua. Na frente da casa dela, olhei nos seus olhos novamente e disse meio tímido: - Um prazer estudar com... você ! Inclinei meu rosto para dar um beijo em sua bochecha, quando ela fez o mesmo, e o beijo acabou sendo num canto mais próximo da boca... bem mais próximo, eu diria. Passei a mão no cabelo um pouco sem graça, e disse: - Até mais. Voltei para minha casa, com o coração meio acelerado, não era de mim sentir aquilo... aquela gatinha realmente estava mexendo comigo, gatinha não, Krystal - me lembrei novamente de sua voz repreensiva ao me pedir para não mais chamar-lhe dessa forma.


    Estudando 'Na Praça com Krystal H.', o clima/tempo está 'Aproximadamente 15h, dia normal, ventava um pouco.', estou vestindo 'Camiseta' + 'Calça' And 'Bôina' .:. Trilha sonora'Teenage Dream' - Katy Perry .
    Narração {gray} .:. Eu {teal} .:. Krystal {Branco}
    Template by thepiscina from TdN.


    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Sex Jul 27, 2012 11:30 pm


    Walking Alone

    pensando em você





    Saí da festa da Kathleen Jones (que por acaso fui de penetra) e precisava pensar.
    Com toda a certeza,Dann havia roubado meu coração.Eu estava confusa.E feliz.
    Fui até a praça caminhando,o que não muito inteligente quando se esta de salto, e me sentei em baixo de uma das palmeiras.
    Tirei meus saltos altos e lá fiquei pensando na vida.
    Fiquei lá por um bom tempo.
    E então,fui embora.





    TAGGED: Dan

    NOTES: He have my heart

    USANDO: Aqui

    Template feito por +lia para os membros do Fórum OPS

    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Seg Set 24, 2012 10:11 pm




    I Wanna Dance And Smile!

    In the mountains, las campanas están sonando. Todos los chicos (chicas) y los chicos (chicas) están besando. I wanna dance and love and dance again, I wanna dance and love and dance again!



    Era um dia calma e há muito tempo eu não parava para pensar minha em minha vida, fazia um tempo que queria fazer uma mudança radical em mim mesma e apagar a minha imagem de menina meiga e inocente. Decidi ir para a praça da cidade e pensar um pouco em o que fazer para mudar.
    Me balançava em um balanço infantil quando fui surpreendida por um corpo que tampou minha sombra, olhei para cima, era uma garota, talvez estudássemos juntas, mas ela com certeza não fazia parte da minha turma.
    _Aria Michele, e você é?_ Perguntei para a garota.


    TAGGED Jiyeon//WEARING
    This:
    //INFINITIZE @GraphicsLand




    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Seg Out 01, 2012 10:35 pm

    Oh, my Globs!
    Just close your eyes, The sun is going down. You'll be alright, no one can hurt you now. Come morning light. You and I'll be safe and sound

    Aquele lugar estava me matando ! Por que meu pai estava me trancando naquele lugar ? Isso não era justo...Sai de casa, quase morrendo de tanta raiva e ele ainda nem teve a capacidade de me ligar pra saber como eu estava. Como pode? Comecei a andar pelas ruas, quase até achando que eu estava me perdendo, quando eu encontrei uma praça...Decidi ficar ali por um tempo quando eu vi uma menina sentada em um balanço infantil ... "Deplorável" - pensei. Decidi ir falar com ela, mesmo porque eu não tinha o que fazer ali e muito menos com quem conversar. Fui em sua direção, quando antes mesmo de eu falar algo, ela começou....
    -Aria Michele, e você é? - Ela perguntou.
    - Sou Giulia Elizabeth - me disse sentando no balanço ao lado. Eu nunca gostei do meu sobrenome e também ele era famosos, então eu não gostava de falar ele em qualquer lugar.


    Wearing: clica! /
    Post N°: #001 / Credit: GarotaG @ Caos & GL

    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Qui Out 04, 2012 9:44 pm




    I Wanna Dance And Smile!

    In the mountains, las campanas están sonando. Todos los chicos (chicas) y los chicos (chicas) están besando. I wanna dance and love and dance again, I wanna dance and love and dance again!



    _Rosewood Day?_ Perguntei, talvez estudássemos na mesma escola.
    Passei a encarar meu cabelo levemente ondulado enquanto esperava por uma resposta, foi quando uma ideia me surgiu do nada.
    _O que acha de loiro?_ Perguntei logo depois de ouvir sua resposta anterior, não que tenha prestado muita atenção nela, enquanto segurava uma mecha de meu cabelo.


    TAGGED Jiyeon//WEARING
    This:
    //INFINITIZE @GraphicsLand




    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Qua Out 10, 2012 5:00 pm

    Oh, my globs !
    Just close your eyes, The sun is going down. You'll be alright, no one can hurt you now. Come morning light. You and I'll be safe and sound


    - Rosewood Day? - ela perguntou , nem me lembrava o nome daquela escola insignificante, mas assenti com a cabeça e percebi que ela nem ao menos prestava atenção.
    - O que você acha de loiro? - ela perguntou enquanto segurava uma mecha do cabelo.
    - Bom , considerando as minhas experiencias com cabelo, a pesar do meu ser natural, eu acho que ficaria bom em você ... - disse meio sem importância.

    Wearing: clica! /
    Post N°: #002 / Credit: GarotaG @ Caos & GL

    Convidad
    Convidado

    Re: Praça

    Mensagem por Convidad em Qui Out 11, 2012 10:07 pm




    I Wanna Dance And Smile!

    In the mountains, las campanas están sonando. Todos los chicos (chicas) y los chicos (chicas) están besando. I wanna dance and love and dance again, I wanna dance and love and dance again!



    _Sério? Que bom! Eu tô pensando em mudar um pouco o meu jeito, sabe? Para de ser tão bobinha e mostrar isso também no meu físico!_ Comentei.
    Me senti um pouco estranha por estar falando isso com uma garota que havia acabado de conhecer, mas eu precisava disso, precisava conversar e desabafar com alguém e , já que ela foi a primeira pessoa que apareceu na minha frente, falei com ela mesmo mesmo sem ter intimidade com a garota.


    TAGGED Jiyeon//WEARING
    This:
    //INFINITIZE @GraphicsLand



    avatar
    Joshua N. Mason
    Rosewood Sharks
    Rosewood Sharks

    Mensagens : 91
    Data de inscrição : 11/06/2012
    Idade : 22
    Localização : Numa mesa de bar qn

    Re: Praça

    Mensagem por Joshua N. Mason em Qui Out 25, 2012 11:45 pm









    Desliguei o X Box, um pouco frustrado, um pouco feliz. Finalmente havia conseguido zerar todas as fases daquele jogo, mas eu estava com raiva por um simples motivo: Não tinha mais nada para fazer da minha vida.

    Peguei meu iPhone que estava jogado do outro lado do sofá e vi as zilhões de mensagens e ligações que recebi nas últimas duas horas. A maioria eram de garotas querendo sair comigo, mas eu não estava afim de ter que pagar um encontro e ainda fingir que estava interessado na menina. Não, não, pelo menos não por hoje. Eu queria poder comer sem me preocupar com meu hálito para beijar depois. E minha língua estava enrolada de tanto fazer elogios forçados. Ah, e seria uma grande dor de cabeça escolher qual das desesperadas para sair comigo seria a sortuda.

    - Hm, Alicia não, Cathryn não, Jennifer não... - Fui lendo os nomes enquanto deslizava a tela das ligações perdidas, morrendo de tédio. Até vi o nome de Effie ali, a gaorta com quem eu estava ficando, mas resolvi não ligar de volta por motivos você-sabe-quais. Então lembrei daqueles projetos de prostitutos com quem andava e o primeiro nome que apareceu na lista de contatos foi o do Henry. Eu liguei para ele e quem atendeu foi uma vozinha meiga e um tanto enjoativa de tão doce que era.

    - Alô? - Perguntou a menina do outro lado.

    - Kathleen? - Me endireitei no sofá, espantado e assombrado. Por que Kathleen estava com o celular de Henry? Claro que eu pensei besteira. - Hm, aqui é o...

    - Eu sei, Mason. - Ela me cortou com um suspiro. Entendi que estava interrompendo um sei lá o quê, e como eu não gostava de ser interrompido em momentos de sei lá o quê, resolvi me despedir da loirinha. O próximo número foi o de Leon.

    Chamou uma vez. Duas. Três...

    - Vagabundo que não atend... - Minha voz foi interrompida quando ele atendeu. Logo dei uma risada. - Ei! Amigão!

    - Eu ouvi o que tinha dito, Mason. - Falou ele com uma voz de ressaca/sono. Bufei, pois Leon já me conhecia e esse era um dos meus apelidos carinhosos para ele. Achei um pirulito jogado no criado-mudo da sala (talvez minha priminha Stephenie tivesse esquecido aqui em casa), tirando o plástico e colocando o doce na boca. Tentei falar mesmo assim:

    - Tá, gatinho, quer sair comigo? - Tentei afinar a voz, o que era difícil pois sou rouco de nascença (quando eu fico gripado, é uma coisa horrorosa). Leon deu uma risada sarcástica do outro lado da linha. - Tô falando sério, criatura. Tá o maior tédio aqui em casa e eu sei que sua vida é um mar de solidão sem a minha presença. E o Henry tá com a pega dele, só tenho você. É melhor aceitar, te vejo na praça, depois vamos no McDonald's.

    Desliguei o telefone antes de sua resposta, seria melhor que ele aparecesse ou eu ia puxá-lo pelo topete cheio de laquê até a praça. No meu quarto, troquei a roupa que estava usando por um jeans e uma camiseta dos Beatles. Passei a mão no cabelo, fazendo com que ele se arrumasse por si só, e espirrei um pouco de perfume.

    - Tchau mãe, fui pra Escócia! - Gritei, pegando a chave do carro do meu pai, enquanto saía de casa em direção à garagem. O carro dele era muito melhor que o meu (se bem que vou ganhar um novo em breve), portanto, eu o usaria. Liguei o rádio, estava tocando uma coisa eletrônica e contagiante. Pisei fundo no acelerador após abrir o portão de casa. Nessa cidade minúscula, você chega aonde quer em um piscar de olhos, mas eu tenho preguiça de andar.




    anne ops
    avatar
    Thomas Leon Wright
    Esportistas
    Esportistas

    Mensagens : 19
    Data de inscrição : 28/08/2012

    Ficha do personagem
    Itens Comprados no Shopping:
    Dinheiro:

    Re: Praça

    Mensagem por Thomas Leon Wright em Sex Out 26, 2012 12:32 am

    I'm sexy and I know it

    Bufei irritado enquanto fechava a porte de casa com brutalidade. Realmente, meus amigos têm que aprender o quanto são inconvenientes. Não acredito que o Mason havia me despertado do meu descanso. Eu havia tido no máximo três horas de sono àquele dia – sim, noite agitada -, além de que eu havia misturado cerveja e vodka, o que resultou em uma bela dor de cabeça de manhã.
    Certo, Josh. Eu vou te matar.
    Decidi caminhar até a praça, talvez um pouco de ar fresco melhorasse minha cara de ressaca. O trajeto não era longo, e eu não estava realmente com pressa. Ele me acordou, então que esperasse um pouco. Pra sorte do vagabundo que eu chamo de amigo, não foram necessário nem vinte minutos para que eu alcançasse meu destino.
    Honestamente, a praça da cidade não tinha nada de extravagante. Acho que de todos os pontos de encontro da cidade, era o que menos me atraía. Mas era um lugar útil pra se encontrar com alguém, de certo modo a casa de todo mundo era próxima àquele lugar.
    Localizei o grande Mercedes-Benz preto do pai de Josh estacionado no meio-fio, à alguns metros de mim. Estacionado de modo bruto e nada cuidadoso – me admira o pai dele confiar a ele aquele carro.
    Me aproximei do automóvel moderno, pegando relances dos movimentos do meu amigo por trás do vídeo escurecido do Mercedes . Ele realmente parecia bem afeminado, digo, animado cantando algo que entoava no rádio do carro.
    Seus olhos se prenderam na minha figura por alguns segundos e em seguida ele destrancou a porta do carro, permitindo minha entrada.
    Sorri de canto, sem uma gota de doçura.
    - McDonald's, huh? Você paga a conta.
    you were so completely torn
    avatar
    Joshua N. Mason
    Rosewood Sharks
    Rosewood Sharks

    Mensagens : 91
    Data de inscrição : 11/06/2012
    Idade : 22
    Localização : Numa mesa de bar qn

    Re: Praça

    Mensagem por Joshua N. Mason em Sex Out 26, 2012 10:38 pm









    Dei uma risada quando destravei as portas e o Leon mal-humorado entrou. Diminuí o Black Eyed Peas do rádio, que estava tão alto que fazia tremer. Olhei para meu amigo, fazendo um bico - estava imitando o desgraçado, hehe - e franzindo o nariz logo em seguida.

    - Você está com cheiro de álcool. O que você misturou? Vai ter que tomar uns três banhos pra tirar esse cheiro. - Comecei a rir logo em seguida. - A Vanessa sabe que você faz essas coisas, Leon?

    Ele me fuzilou com o olhar, talvez por eu ter mencionado a sua mãe, ou talvez por eu ter dito que ele estava com cheiro de pub. Comecei a remexer no porta-luvas do carro do papai, que estava vazio. Que droga! Quando eu preciso de dinheiro, ele tira de lá. Isso realmente me deixa frustrado. Tateei meus jeans, achando uma nota de cem e um cartão de crédito.

    - Pago sim, bebêzão. - Olhei para o voltante, mordendo o lábio inferior, um pouco preguiçoso. - Quer dirigir?




    anne ops
    avatar
    Charlotte R. Walkher

    Mensagens : 249
    Data de inscrição : 24/10/2012
    Idade : 22
    Localização : Em algum lugar, com alguma pessoa, fazendo alguma coisa...

    Ficha do personagem
    Itens Comprados no Shopping:
    Dinheiro: 2.500

    Re: Praça

    Mensagem por Charlotte R. Walkher em Sex Fev 22, 2013 10:37 pm


    dear Memories

    empre tem aquela vez que você assiste a um filme e quando ele termina decide que quer sair para pensar sobre “a mensagem que ele passa”. Eu estava em um desses momentos. Já fazia um tempo que estávamos em Rosewood. Pietra deu um de seus shows e sumiu da fase da terra, deixando eu e Eleanor para trás. Por um lado eu achei bom, quer dizer, ela é minha irmã, mas cara, aqueles surtos diários já tinha passado dos limites. Mas às vezes, não tem como não sentir uma gotinha de falta. Eleanor estava ocupada resolvendo coisas em Londres, ou seja, eu estava – praticamente – sozinha em Rosewood.
    Encontrei-me deitada em minha cama com um pote de sorvete vendo “Lembranças” pela milésima vez naquele dia. Já perceberam o quanto esse filme é depressivo? Pois bem, ele é. Conviver em uma cidade onde não se conhece muitas pessoas é muito, muito, muito... chato. Eleanor podia estar longe, mas eu sabia que não estava sozinha, já que tinha a Mary, que tinha uns parafusos a menos, mas era uma boa pessoa. Olhei para a TV e vi que o filme já havia terminado, levantei-me indo até o banheiro. Minha primeira reação foi de susto, eu realmente estava horrível. Tomei um banho para aliviar a preguiça e coloquei uma roupa qualquer. Sentei-me em minha cama pegando meu celular para ver se tinha alguma mensagem ou ligação perdida. Nada. Acho que todos escolheram ignorar a pobre Charlie. Olhei pela janela dando um longo suspiro percebendo que o dia estava razoavelmente bonito. Levantei-me pegando algumas coisas e jogando na bolsa saindo de meu quarto. Passei pela sala sem olhar se tinha alguém e sai de casa andando sem rumo.
    Na verdade eu tinha um lugar em mente. A praça da cidade é um ótimo lugar para se passar o tempo quando se está sozinha. Chegando lá, sentei-me em um banco de frente para o relógio e fiquei olhando os carros e as pessoas que por ali passavam.

    JESS ♥
    avatar
    Elizabeta S. Drahoslav
    Nerds
    Nerds

    Mensagens : 56
    Data de inscrição : 21/02/2013

    Re: Praça

    Mensagem por Elizabeta S. Drahoslav em Dom Fev 24, 2013 4:51 am



    ∞ Praça com Charlotte ∞ Polyvore

    Às vezes um dia pode se resumir em poucas palavras. Para um nerd viciado em WOW suas palavras seriam “Passei o dia inteiro na internet” ou “Ganhei um Lvl e comprei uma bota”. Para alguém de altas posses seria “Ganhei milhões hoje. Tédio!” e para Elizabeta hoje ela estava indecisa entre “Acho que vou vomitar” e....” Acho que vou vomitar”.

    Nessas condições, passando um pouco mal, poucas pessoas aceitam sair para a rua, mas não ela! Sem se preocupar com o que vestir – Não compra roupas novas há séculos – não se intimidou em pegar o carro velho que ganhou aos 16 (Um Espero 98 por quem nutre uma espécie de apego). Claro que teve alguns importunos tantos mentais quanto físicos. Como a a maldita labirintite que a atacou enquanto dirigia até o shopping, o que fez parar em uma praça; Ou o fato de estar fugindo das responsabilidades como estudos; Ou a casa que ainda está por arrumar e isso pesar em sua consciência como ferro, mas por Deus! Ela é uma adolescente e é isso que manda seu script. Ela deveria de se esquivar de qualquer coisa que comece com “Você deve...”. É uma reação natural.

    E finalmente começou a indecisão entre: “Acho que vou vomitar” e “Estou cansada de brincar de adulto” mesmo sabendo, que no fundo, todo esse drama estava sendo causado pela impressão de um filme bobo como O Corvo ou por causa de sua última briga com sua mãe.

    Estacionou o carro em qualquer lugar e saiu andando pela praça até achar um banco para se sentar. Em sua mente buscava algo para deitar e dormir, como uma mendiga bêbada e feliz, mas infelizmente metade dele já estava ocupada o que dificultava sua tramoia.

    - Oi. – Falou educadamente antes de se virar para encarar a moça ao seu lado – Ya...Jeg...Digo, eu... eu já te vi antes. Estuda em Rosewood day?!- Mas por Darth Vader! Nem parece que sou americana. Estúpida! Lizzie pensou após se atrapalhar, o que era comum quando se fica muito tempo sem falar. O ruim é que quando começa, é difícil parar e ninguém sabe se é de falar ou de se atrapalhar.

    - Perdão. É que você é uma das britânicas, não é? –
    Ela começou a abaixar o tom - Não deve se lembrar de mim, mas eu emprestei uma caneta durante uma das aulas e... – Ela levou a mão à testa como se quisesse se esconder por ter feito algo vergonhoso, algo como uma face palm mais sútil e delicado; Corou levemente, fechou os olhos e completou quase em um sussurro : - Quer saber? Esquece. De estar me achando louca -


    PS: Ninguém postou aqui em 2 dias -qn Espero que não se importe. Qualquer coisa, Mp-me que eu apago o post.
    Creado por Euphoria
    avatar
    Maryann Delevigne

    Mensagens : 43
    Data de inscrição : 21/02/2013

    Re: Praça

    Mensagem por Maryann Delevigne em Dom Fev 24, 2013 4:26 pm


    Underneath the surface
    There's so much you need to know
    and you might feel like you're drowning
    but that's what I need to let go


    Sabe aquele tipo de pessoa que só de ver que você está comendo um pedaço de pizza já te chama de illuminati (pizza, triângulo)? Pois é, minha mãe consegue ser ainda pior e mais irritante. Eu estava sentada na mesa de jantar de nossa pequena cozinha, fazendo o dever de biologia para ser entregue amanhã. Ela me olhou com uma cara tão acusadora que encolhi os ombros. Talvez só por eu estar com o livro da matéria para ela era um sinal de que eu estava mantendo contato com Andrew ou coisa do tipo. Não que eu esteja negando. Mas a pobre, velha e paranóica Judy não pode pedir que cancelem a matéria da escola.

    Resolvi guardar o material, minha cabeça já não aguentava mais pensar em nada. Eu merecia um descanso, compras talvez, mas Charlotte me alertara que o shopping daqui era tão grande quanto uma migalha de pão. Ótimo, sério mesmo. Provavelmente as pessoas de Rosewood fossem mais "caseiras" ou preferissem atividades ao ar livre, como aquela corrida de "Salve a Terra" que nossa escola fez em Londres, e por estar em forma fui uma das únicas que conseguiu ir até o final sem estar com um palmo de língua pra fora.

    Despi-me e procurei vestimentas mais casuais para dar uma volta, respirar ar puro e me livrar da minha única companheira melancólica e dramática da família, e quem sabe fazer amigos novos? Talvez. Preciso conhecer mais gente da minha idade. Escolhi uma bermuda branca, blusa preta e um casaquinho leve e escarlate no mesmo tom das sandálias que havia comprado recentemente e só estava estreando agora. Desconectei meu iPod do carregador e peguei os fones de ouvido. Pus Got Dynamite no volume máximo - é uma boa música - enquanto apanhava as chaves do apartamento e saía silenciosamente. Não era fugir, espero que compreenda.

    Ah, havia aquela pracinha minúscula e sem graça que é considerada o "point" daqui. Bom, era melhor que nada, e eu tinha uns trocados no bolso, se não fosse uma pracinha poser com certeza teria um sorveteiro ou pipoqueiro ou o diabo a quatro que vendesse guloseimas. Precisei apenas dobrar algumas ruas e atravessar outras para chegar lá. Coincidentemente, vi uma cabeleira loira que eu poderia reconhecer até de outro continente, além do que o estilo de se vestir da caçula Walkher - também conhecida como minha melhor amiga - era bastante peculiar. Não ligo, eu gosto. Já peguei algumas roupas dela.

    - Loira! - Cumprimentei, enquanto dava uma risadinha. Percebi que Lottie não estava sozinha. Mas eu conhecia aquele rosto de algum lugar. - E você é...?

    vestindo: roupas -qn
    escutando: got dynamite - demi lovato
    thanks, baby doll @ EDVTF
    avatar
    Charlotte R. Walkher

    Mensagens : 249
    Data de inscrição : 24/10/2012
    Idade : 22
    Localização : Em algum lugar, com alguma pessoa, fazendo alguma coisa...

    Ficha do personagem
    Itens Comprados no Shopping:
    Dinheiro: 2.500

    Re: Praça

    Mensagem por Charlotte R. Walkher em Dom Fev 24, 2013 6:57 pm


    dear Memories

    Realmente, ficar olhando aquelas pessoas entrando e saindo dos lugares ou estacionando seus carros estava muito entediante. Enconstei-me no banco observando um carro que parava próximo a praça. Dele saiu uma garota de cabelos escuros, ela me parecia familiar, mas eu não me lembrava ao certo de onde a conhecia. A garota se aproximou sentando-se ao meu lado no banco, a olhei de lado com certa dúvida, até que ela começou a me fazer algumas perguntei, a olhei confusa mas concordei com algumas de suas perguntas. Ela me explicou que havia me emprestado uma caneta em alguma das aulas, então beng, lembrei-me dela. Seu nome era Eliza alguma coisa, ela era da minha aula de espanhol. Fazia o tipo “sou nerd mais não ligo para o resto do mundo”, pelo menos era o que eu pensava, mas como minha mãe diz não se julga uma pessoa por suas roupas ou modo de se comportar, pois aquela que usa as roupas mais caras, nem sempre é mimada, arrogante e patricinha, eu sou prova de duas dessas três coisas. Mas enfim... Ouvi-a sussurrar mais alguma coisa como “você deve me achar louca” a olhei de lado e dei um longo suspiro.
    –Me chamo Charlotte... E você deve ser a Elizabeth...? – Perguntei meio em dúvida, não sabia ao certo seu nome, presumi que já que começava com Eliza, deveria ser Elizabeth, certo?
    A garota não respondeu, acho que ficou surpresa com a minha atitude. Então tá né, já que ela me ignorou, virei-me novamente para frente olhando a “paisagem”, ao longe avistei um sorveteiro, bem, se ela não respondesse, eu já sabia para onde iria fugir. Sorri fraco e fechei os olhos me perdendo em pensamentos até que ouvi uma voz conhecida gritar um “Loira!”, a única naquele lugar que me chamava de loira era Mary, abri meus olhos e dei de cara com a garota de cabelos ruivos; ela me cumprimentou e dirigiu à palavra a garota morena ao meu lado.
    – Ruivinha! – A cumprimentei com dois beijos em suas bochechas a puxando para sentar-se entre eu e a garota. – Então, eu não sei ao certo, mas acho que essa é a Elizabeth...

    JESS ♥
    avatar
    Elizabeta S. Drahoslav
    Nerds
    Nerds

    Mensagens : 56
    Data de inscrição : 21/02/2013

    Re: Praça

    Mensagem por Elizabeta S. Drahoslav em Dom Fev 24, 2013 10:55 pm



    ∞ Praça com Charlotte ∞ Polyvore

    Por alguns instantes a mente de Elizabeta viajou pelos fiordes belos da terra (Que de acordo com um livro um cara havia ganhado um prêmio por telos criados. Ironicamente a narração dessa rodada de posts é inspirada neste livro). Sem motivo aparante sentia a necessidade de algo entre seus dedos, como um graveto ou um cigarro, mesmo que apagado. Sem reação continuava pensando sozinha "Preciso de algo para segurar" sem mexer um músculo, exagerando é claro. Até que escutou uma voz vindo, aparentemente, do lado de fora. Sorriu automaticamente e tateou os bolsos a procura de algo, mesmo sem saber o que era.

    Sentia-se um pouco ignorada, mas de algum modo isso era...Divertido. - Elizabeta Drahoslav – Falou rapidamente sem o sotaque amaericano, algo puxado para o Russo e logo sorriu nervosamente. Por algum motivo sem causa aparente ela achava falta de educação confundir os outros. E está correta. – Mas podem me chamar de Lizzie, ou qualquer coisa do tipo. - Respondeu rapidamente alegremente

    - Charlotte e Maryann, correto?!...Hm...Sente-se! -
    Quando se é educado para se tornar uma dama na sociedade algumas frases como "Desculpe-me", "Por favor", "Que bom revê-lo!".Novamente, isso não acontece com Elizabeta.

    Ela se afastou um pouco para o lado abrindo um espaço no meio para Maryan - Hãn...Vocês estão bem? Deu uma leve risada e tirou uma mexa de seu cabelo - Espero que não se importe eu ficar, essa cidade é tão pequena que se eu sair para dar uma volta vou acabar sentando aqui.[i] De novo [/i. –


    PS: Não me matem D: Criatividade em falta.
    Creado por Euphoria
    avatar
    Maryann Delevigne

    Mensagens : 43
    Data de inscrição : 21/02/2013

    Re: Praça

    Mensagem por Maryann Delevigne em Ter Fev 26, 2013 5:28 pm


    Underneath the surface
    There's so much you need to know
    and you might feel like you're drowning
    but that's what I need to let go


    Elizabeta Drahoslav. O nome não me era estranho - na verdade, era estranho, mas creio que ela não seja americana. Tudo bem, eu também não sou -, mas pelo rosto eu poderia conhecê-la de algum lugar. Ergui as sobrancelhas enquanto pensava. A garota me ofereceu um lugar no banco e eu sorri com sinceridade, me colocando no meio das duas. Precisava socializar mais com as pessoas de minha idade, mas muitas vezes eu não tinha assuntos para conversar.

    - Hãn...Vocês estão bem? Espero que não se importe eu ficar, essa cidade é tão pequena que se eu sair para dar uma volta vou acabar sentando aqui. De novo. – Lizzie (decidi mentalmente que a chamaria assim a partir de agora, mesmo que não fôssemos íntimas) falou. Eu gesticulei com a mão enquanto abria um sorriso.

    - Não há problema! Eu não conheço muita gente da escola. Lottie é minha melhor e talvez única amiga, mas eu também me dou muito bem com Eleanor, a irmã dela. E relaxa, também cheguei a pouco tempo. O único lugar que costumo frequentar é a cafeteria para me lembrar de casa. - Encolhi os ombros. Eu sentia falta de Londres e das pessoas de lá. Eu era popular em Londres. Aqui nesse projeto de cidade, vou precisar me esforçar bastante para ter meu nome nos tabloides.

    Olhei em volta, apoiando minhas mãos nas costas do banco. O local estava quase deserto.

    - Nossa, esse é o point da cidade? Ninguém merece. - Fiz uma careta, colocando a língua pra fora. - O que acham de sorvete? Tem uma sorveteria ali do outro lado da rua. - Apontei. - Ou ficaremos aqui jogando conversa fora até que apareça o maluco da serra elétrica. - Lottie estremeceu e isso foi engraçado. - Lizzie, desculpa a pergunta, mas temos alguma aula juntas?

    vestindo: roupas -qn
    escutando: got dynamite - demi lovato
    thanks, baby doll @ EDVTF
    avatar
    Charlotte R. Walkher

    Mensagens : 249
    Data de inscrição : 24/10/2012
    Idade : 22
    Localização : Em algum lugar, com alguma pessoa, fazendo alguma coisa...

    Ficha do personagem
    Itens Comprados no Shopping:
    Dinheiro: 2.500

    Re: Praça

    Mensagem por Charlotte R. Walkher em Sex Mar 01, 2013 10:25 pm


    dear Memories

    Fiquei olhando para o “horizonte” enquanto a garota morena e Marie (Decidi que vou chama-la assim a partir de agora, por que eu sou linda e diva [só que não] ) conversavam sobre alguma coisa. Eu definitivamente estava com a cabeça em outra pessoa, ou lugar, nem eu sei onde estava com a cabeça. Estava tão distraída que nem havia ouvido a garota dizer seu nome, ou perguntar “como nós estamos”. Olhei para o lado e Marie me encarava, aquilo foi engraçado, tanto para mim como para ela. Sorri de lado olhando para a tal menina.
    – Então, Lizzie... – Sim, eu ia chamar ela assim independente de seu nome. – eu estou bem, eu acho... – Fiz cara de dúvida.
    Sabe quando você quer responder um “sei lá” mais ao mesmo tempo não quer? Então a sua única escola e dizer que você está bem e colocar um sei lá depois disso. Em Londres, eu fazia curso de atuação e canto junto de Eleanor, então eu sei muito bem fingir o meu estado na frente das pessoas. Mas nem sempre isso funciona, até por que, Eleanor e Marie sempre descobrem quando eu não estou bem. Marie fez um de seus lindos comentários sobre aquele ser o Point da cidade e sobre irmos a uma sorveteria ali perto ou “esperar o cara da cerra elétrica”... Eu realmente estremeci com aquilo, já que tinha um enorme trauma de infância com o “Jason”.
    – Ok, eu tinha 10 anos... dá para parar de zombar, Maryann? E sim, acho melhor irmos tomar um sorvete, para nós conhecermos melhor, não é mesmo, Lizzie? – Sorri para a garota me levantando ficando de frente para as duas.

    JESS ♥
    avatar
    Elizabeta S. Drahoslav
    Nerds
    Nerds

    Mensagens : 56
    Data de inscrição : 21/02/2013

    Re: Praça

    Mensagem por Elizabeta S. Drahoslav em Sab Mar 02, 2013 12:20 am



    ∞ Praça com Charlotte & Maryann ∞ Polyvore ∞ I just wanna be okay, be okay (8' ~lemomentodrama~


    Ao receber a proposta de um sorvete logo o gosto refrescante de um picolé de limão invadiu sua boca. Era como se o limão refrescante a levasse novamente aos seus sete anos, quando leu Harry Potter e coincidentemente, bem na parte que Alvo Dumbledore cita tal iguaria trouxa ela estava provando um picolé de limão vagabundo. Aquilo tinha só um gosto nostálgico, de infância, tinha um gosto de casa...Estranhamente, divagar por sorvetes são – graças a Deus! – pensamentos rápidos, que duram menos que alguns segundo. Bom pra ela.

    -Ah! Maluco da Serra-elétrica? –
    Falou rindo – Eu sempre achei ele sexy! – Deu uma risada um pouco mais alta – A propósito, acho que fizemos só Espanhol e... – Matématica pensou deixando um sorriso de canto que não se decidia se era feliz ou triste aparecer – É. Só espanhol! – Respondeu rapidamente antes de Charlie se levantar e isso a fez, novamente, dar uma risada um pouco mais baixa e se levantar junto pronta para puxar Maryann se necessário do tipo: Resistir é inútil.

    E então sentiu algo vibrar em seu bolso. Desta vez sorriu alegremente, ou melhor, bobamente, com aquele brilho pequeno nos olhos ao notar que a mensagem era de número privado, como sempre. As vezes, algumas coisas se tornam piores quando se esperam outras. Abriu a SMS rapidamente esperando um “ Como foi seu dia? Até amanhã.” Ou um cálculo extremamente difícil que a resposta seja “ 1<3u” Ou coisas do gênero mas o que encontrou foi muito pior.

    "Duas vadias - ou melhor - alunas aplicadas juntas no mesmo ambiente. Pena que uma delas não usou proteção, não é, Lizzie?”
    xoxo, -A"

    Algumas pessoas iriam ignorar, e outras dar risadas, mas não ela. Apesar de tudo, ela ainda era uma das poucas pessoas ingênuas e sensíveis daquela cidade. Bastava uma palavra para ela se amedrontar e, algumas vezes, passar mal. Daquela vez, foi mais de uma. Piscou uma, duas três vezes sem entender o que significava aquilo. Uma brincadeira de mau gosto? Quem era a outra “vadia”? Perguntou-se mesmo já sabendo a resposta. Mas o pior ainda estava por vir.

    Como alguém sabia daquilo? Foi como se a risada e as vozes das meninas ao seu redor de repente se apagassem por alguns segundos. Com os dedos trêmulos não conseguiu desligar o celular e o mesmo caiu no chão. Respirou fundo e sentiu um leve gosto de bile na boca junto com uma tontura. Institivamente se sentou no banco. Como alguém sabia daquilo? Não havia contado para ninguém! Respirou fundo e tentou não pensar mais – Eu estou bem! Eu.Estou.Bem. – Foi a única coisa que conseguiu falar e “Era só uma brincadeira, Elizabeta. Foi só uma puta brincadeira de mau gosto” era a única coisa que conseguia pensar. Se abaixou para pegar o celular antes que alguém visse a mensagem que brilhava no visor – Eu acho que um sorvete ia bem nessas horas,Ikke? – Tentou sorrir vagamente.


    PS: Fiz no Ipad. Qualquer erro, não me matem o/ ∞ Ikke é uma expressão que correspondeu ao nosso "Não é?".
    Creado por Euphoria
    avatar
    Maryann Delevigne

    Mensagens : 43
    Data de inscrição : 21/02/2013

    Re: Praça

    Mensagem por Maryann Delevigne em Seg Mar 04, 2013 9:25 pm


    Underneath the surface
    There's so much you need to know
    and you might feel like you're drowning
    but that's what I need to let go


    Levantei-me e passei a mão nos meus longos cabelos, ato que eu fazia com a mesma frequência que piscava, não tinha notado o quão distraída eu estava até que Lizzie deixou seu telefone cair no chão e ficar com uma cara horrenda de quem viu fantasma, ou algo ainda pior, Atividade Paranormal 3. Mas se ela afirmava com um sorriso amarelo que estava bem, o que eu poderia fazer? Contraria-la contra o que ela mesma estava sentindo?

    - Huumm... Certo. Se sentir tontura ou algo assim, a gente pode te segurar. Você parece pálida, Lizzie. - Eu falei, umedecendo os lábios com a língua em seguida, tentando não parecer preocupada com ela ou... Algo assim.

    Entrelacei meu braço com o de Lottie e andamos ao lado de Lizzie. A sorveteria não estava longe e eu me controlei para não perguntar o que havia abalado tanto a garota. Algo me dizia que ela tinha visto em seu celular. Eu também já tinha recebido trotes assustadores e de mau gosto. Entramos na sorveteria e vi que, apesar de ser um espaço pequeno, era bastante colorido e feliz.

    - As outras fadas moram aqui? - Perguntei para Charlotte, com um sorrisinho de canto. Pedi um frozen yorgut de cheesecake com chocoballs e cobertura de morango. Apenas de pensar na sobremesa, meu estômago roncou.

    vestindo: roupas -qn
    escutando: got dynamite - demi lovato
    thanks, baby doll @ EDVTF
    avatar
    Charlotte R. Walkher

    Mensagens : 249
    Data de inscrição : 24/10/2012
    Idade : 22
    Localização : Em algum lugar, com alguma pessoa, fazendo alguma coisa...

    Ficha do personagem
    Itens Comprados no Shopping:
    Dinheiro: 2.500

    Re: Praça

    Mensagem por Charlotte R. Walkher em Sex Mar 08, 2013 11:50 pm


    dear Memories

    Naquele dia, eu me sentia aflita. Por algum motivo, eu sabia que algo estava errado em minha família. Uma de minhas irmãs sumida no mundo e a outra não dando a mínima para minha existência. Eu acho que aquilo começava a me perturbar.
    Apertei a jaqueta mais contra meu corpo por conta do vendo gélido que soprava. Foi como se o vento tivesse sido programado, no mesmo momento o celular de Lizzie caio no chão e sua expressão antes serena e calma virou algo assustado e pálido. Coloquei minha mão em seu ombro e Marie perguntou se ela estava bem, Lizzie sorrio o mais fraco que pode e disse coisas como “estou bem”, dei de ombros levantando-me e arrumando minhas vestes,
    O caminho até a sorveteria era curto, Marie entrelaçou nossos braços e fomos andando ao lado de Lizzie que ainda sim, não parecia nada bem. Entramos na sorveteria. Um lugar pequeno e muito, muito colorido mesmo. Não era nada parecido com o Milk-shake city ou com a minha amada Starbucks da qual eu sentia uma imensa falta.
    Permanecemos em silencio completo até que Marie fez um comentário - um tanto maldoso para mim – sobre fadas. Eu podia estar ofendida, mas ver a cara de confusão e duvida de Lizzie me fez rir.
    – Há, há... claro que não, queridinha – respondi sarcástica olhando o cardápio – Eu vou querer um de baumilha com cobertura quente de chocolate – Disse ao rapaz que nós atendia. – Fadas não gostam de lugares pequenos... – Conclui debochadamente virando-me para Marie.
    Sentamos em uma mesa próxima a janela esperando Lizzie fazer o seu pedido. Marie me olhava com o seu olhar “eu sei o que você fez no verão passado”, ou melhor, “eu sei o que você pensou no minuto passado” sorri envergonhada. Como ela conseguia perceber as coisas mais inúteis do mundo.
    – O que foi? – Perguntei a ruiva que arqueou uma sobrancelha. – Tá, eu ele é bonitinho, só isso Maryann.– Nós duas rimos e Lizzie juntou-se a nós ainda com a fala silenciada.


    JESS ♥

    Conteúdo patrocinado

    Re: Praça

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 12:38 pm